Obesidade infantil: quais são os riscos para a saúde da criança?

outubro 14, 2020 0
SALUTE-CARE-BLOG-Obesidade-infantil.jpg

Crianças com obesidade infantil têm a saúde altamente comprometida e correm sério risco de desenvolver doenças ainda mais sérias.

Se o seu filho não come bem e está com sobrepeso, o ideal é procurar ajuda o quanto antes. Você sabe os riscos da obesidade para a saúde da criança? Siga a leitura e descubra!

Obesidade infantil

A obesidade infantil é um problema sério de saúde pública. Caracterizada pelo excesso de gordura corporal na criança de até 12 anos, é considerado sobrepeso quando a criança está 15% acima do peso normal ou saudável para a sua idade ou tamanho

No brasil, estima-se que cerca de 10% das crianças estejam obesas. A piora na qualidade da alimentação associada a hábitos sedentários pode comprometer severamente a qualidade de vida da criança, causando danos físicos e psicológicos, além de levar a consequências futuras altamente prejudiciais à vida adulta.

Quais são os riscos para a saúde?

A longa exposição ao excesso de gordura, sem tratamento adequado e contínuo, pode desencadear uma série de comorbidades e doenças que acompanham a obesidade mais cedo, como diabetes, alterações do colesterol, hipertensão arterial e infarto, reduzindo a expectativa de vida na fase adulta. 

Isso porque crianças obesas tem o risco aumentado de se tornarem adultos obesos.

Além disso, a obesidade pode causar impactos negativos no processo de desenvolvimento da criança, prejudicando a saúde dos ossos, músculos e articulações e até mesmo a formação do esqueleto, gerando dificuldades para executar atividades diárias e brincadeiras comuns da infância. 

A criança obesa ainda tem o risco aumentado de complicações como doenças respiratórias, como asma e apneia, doenças ortopédicas, disfunções no fígado em função do acúmulo de gordura, complicações metabólicas, acne, assaduras e dermatite e enxaqueca

Bullying, isolamento social, depressão, disfunções alimentares e baixa autoestima também podem ser consequências psicológicas da obesidade infantil.

Quais são as causas?

Ao contrário do que muitos pensam, apesar de estar fortemente relacionada a alimentação inadequada, a obesidade nem sempre está associada somente consumo excessivo de comida ou é culpa dos pais. 

Existem alguns fatores que podem contribuir para o surgimento da obesidade na infância. 

Alimentação incorreta

Durante o passar dos anos, houve uma mudança significativa nos comportamentos alimentares. A alimentação saudável, colorida e nutritiva, foi aos poucos, substituída por alimentos processador e hiper calóricos, ricos em gorduras e açúcares. 

Ao consumir esse tipo de alimento, principalmente doces e fast food, o corpo sofre uma mudança na produção de hormônios relacionados ao prazer, como a dopamina, permitindo que o surgimento do processo de compulsão alimentar

O ideal é a exclusão desse tipo de alimentação ruim. Alimentos saudáveis rico em fibras, legumes, verduras, frutas e grãos auxiliam no controle do peso e devem fazer parte da dieta da criança. 

Sedentarismo

Em função dos celular, tablets e videogames, cada vez mais o sedentarismo está ficando comum entre as crianças que antes brincavam nas ruas. Assim, a criança que não gasta mais calorias do que come tende está mais propensa à obesidade.

Estimular a criança a atividades lúdicas de lazer em que haja movimentação do corpo, como vôlei, futebol, natação, corrida, pega-pega, ajudam a manter o peso ideal e garantem a diversão dos pequenos. O ideal é testar diferentes atividades e permitir à criança escolher a sua modalidade de esporte preferida. 

Fatores genéticos e hormonais

A hereditariedade pode ser um fator de risco para a obesidade infantil, mas ela só se manifestará em função dos fatores ambientais, ou seja, se o ambiente for favorável ao ganho de peso. 

Disfunções hormonais, como alterações do cortisol, também podem contribuir para o surgimento da doença.

No entanto, sabe-se que 95% dos casos de obesidade infantil não é atribuído a um único fator desencadeante, mas sim uma combinação deles.

Tratamento

Se o seu filho está se alimentando mal e ganhando peso em excesso, o ideal é procurar ajuda de um especialista. O tratamento da obesidade infantil pode ser multidisciplinar e envolve áreas como a nutrição, psicologia, acupuntura, entre outras.

O tratamento consiste na mudança de aspectos comportamentais, focados na reeducação nutricional e mudanças no estilo de vida. É essencial que para o sucesso de todo o processo, a família também esteja comprometida, pois antes de tudo, a criança deve ter como exemplo os pais.

Conte com a Salute Care

Há mais de 9 anos, a Clínica Salute Care é composta por uma equipe multidisciplinar, qualificada e especializada para realizar abordagens clínicas, diagnósticos e tratamentos de forma íntegra e humanizada, prezando o conforto e bem-estar dos pacientes.

Esperamos você, entre em contato pelos números: (11) 4762-1190 |  (11) 4312-0290 ou pelo WhatsApp: (11) 95328-0551 | (11) 97508-1855 e agende sua consulta! Se preferir, clique aqui e agende pelo nosso site.


Deixar uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Há 10 anos no mercado, tratamos nossos pacientes de forma humanizada e acolhedora, com o comprometimento de elevar sua qualidade de vida.

Trabalhe Conosco

Responsável Técnica: Ana Beatriz de Almeida Cezar CRP06/69978

AVISO: Este site tem caráter meramente informativo e não substitui as orientações fornecidas pelo seu médico.

Endereços e contatos

Psicologia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psiquiatria e Acupuntura
Rua Salvador Marins, 71
Vila Vitória CEP:08730-190
Mogi das Cruzes/SP

Fisioterapia e RPG
Rua Engenheiro Eugênio Motta, 60 – Centro CEP: 08730-120 Mogi das Cruzes/SP

Telefone: (11) 4762-1190 / (11)4312-0290

WhatsApp: (11) 95328-0551 / (11) 97508-1855

E-mail: [email protected]

Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido pela KOS - Marketing em Saúde

Open chat